A vez do Saião

Tradicionalmente a mulher brasileira não gosta muito de roupas mais larguinhas ou compridas, o calça pantalona e saruel estão aí para provar isso. Com o saião não é muito diferente, apesar de eles terem entrado nas vitrines no verão passado, a tendência invadiu as ruas e ganhou mais adeptas só agora.

Além de dar um ar mais sofisticado ao visual, o saião é confortável, super feminino e versátil, o que democratiza o uso para várias ocasiões e combina com o os mais variados tipos de corpo. Para as baixinhas e mais cheinhas é um prato cheio, pois alongam a silhueta (principalmente os monocromáticos) e disfarçam os quilinhos a mais com movimento do tecido que não marca a silhueta.

Os tecidos mais práticos para o dia dia são o algodão, crepe e aquele tecido amassadinho que ninguém sabe o nome (esse da foto aí de cima). Para ocasiões que exigem uma produção mais elaborada, temos organza, seda, zibeline, musselina e muitos outros. De qualquer forma, lembre-se de que não é porque a saia é mais larguinha que a blusa deve ser justa, os visuais mais bacanas que vi combinavam a saia com camisetas, blusas largas e até chemises.

Eu costumo dizer que o saião é tão versátil como a calça jeans, pode ser usado e combinado com as mais diversas peças/calçados, tudo depende do gosto (e bom senso) pessoal.

Enrolando a cabeça.

Em qualquer época do ano o lenço é um dos acessórios mais versáteis e mais fáceis de utilizar para dar aquela incrementada no visual. Dá para usar pendurado na bolsa, enrolado no pescoço ou como uma coroa moderna no topo da cabeça. Esse último uso traz muitas vantagens: no verão é bom para proteger os cabelos dos raios solares – as mulçumanas e indianas têm cabelos lindos porque indiretamente protegem os cabelos da poeira e dos maleficios do tempo -, na primavera eles trazem leveza ao visual, no inverno nos mantêm quentinhas e no outono trazem um pouco mais de cor para o dia a dia.

Geralmente os lenços são usados no estilo bandana/pirata, mas dá para fazer muita coisa bonita na cabeça. Para incentivar o uso do lenço, a gente aqui do Glamourzinho separou três maneiras legais de usar esse acessório que faz toda a diferença: laços ou nós, tipo pirata e turbante (o jeito mais lindo de todos). Inspire-se. 😉

Quem procura…..acha!!!

Ás vezes a gente encontra um monte de coisa legal quase que por acidente, não é? É aquela velha história de estar no lugar certo, na hora certa e achar uma peça linda, única e que lhe cai perfeitamente. O contrário também é verdade, infelizmente. Tem horas que andamos em tudo quanto é canto, botamos o mundo abaixo  e nada de acharmos aquela blusa dos sonhos, ou um sapato parecido com o que vimos no editorial de alguma revista, mas que aparentemente só existe na nossa cabeça.

No segundo caso chega uma hora em que ou desistimos da busca, ou procuramos a costureira mais próxima para dar aquela ajudinha. Mas meninas saibam de uma coisa, quem procura muito bem procuradinho…acha!! Sim, achamos três exemplares super legais de coisas que já falamos por aqui , por preços super razoáveis e pasmem, sem precisar recorrer à compras on line ou viagens internacionais. A busca toda foi  feita batendo a perna pelas ruas de São Paulo mesmo.

Ch-check it out!!

Shorts de Couro

Este da foto é da C&A, mas a Renner e a Zara também tem o bendito shorts. O material é couro (camurça) e a variedade de cores não é lá muito grande, todas derivam de tons crus, cinzas e chegam no máximo ao novo tom da moda: camelo (o antigo nude, saca?). A vantagem é que a numeração é ampla, o acabamento é ótimo, a modelagem é boa e o preço é bem razoável considerando o material de que é confeccionado.


Renda/Tule


Este fofo é da C&A e é só por lá mesmo que dá para encontrar algo parecido. Ele é super levinho, não pinica, vem com um forro logo abaixo da costura, – caso você queira usar só como vestido – e é confecionado em renda e tule, o que dá um ar super romântico com a leveza de uma bailarina. A foto não ajuda muito, mas é uma peça bem versátil e  vai bem em diversas ocasiões, da missa de domingo à balada do sábado . Tudo isso se usado com sabedoria e com os acessórios certos, é claro. A desvantagem é que ele só está disponível neste tom de azul apagadinho (sabem as cores do quadros do Monet? Tipo isso) e tem poucas peças nas lojas, apesar de estar em TODAS as unidades da C&A.

Blusa com detalhe de renda


No último post sobre camisas brancas, a última foto colocada foi de uma camisa linda vendida no site Net-a-porter. Ela tem a frente de uma camisa normal, mas um detalhe lindíssimo de renda nas costas lembram? Pois bem, a Renner tem uma peça super parecida!!! A versão brazuca é uma blusa mais larguinha, menos formal e feita de algodão. As cores disponíveis são branca e champagne com tamanhos que vão do P ao G.

Por enquanto estes são os achados, mas assim que surgirem mais coisas legais, a gente conta aqui. 😉

obs. as fotinhas não estão lá essas coisas porque foram feitas na miúda, com o celular e em provadores mínimos de iluminação duvidosa, desculpem =/.

Camisa Branca, tão fácil que é difícil.

A camisa branca é uma das peças mais básicas quando o assunto é alfaiataria, por esta mesma razão ela também é taxada de sem graça e quadrada. A verdade é que enquanto encasquetarmos que camisa branca é sinal de visual ‘comportadinho’ e tedioso, ficaremos com a imaginação limitada e consequentemente cairemos no combo: camisa + saia/calça alfaiataria.

Para não ficar com cara de bancária/aeromoça e fugir do visual com ar de uniforme, temos que tratar a camisa  como uma peça comum e não um grande acontecimento, tem gente que fica até meio dura quando tá de camisa.  O primeiro passo para a liberdade é escolher a modelagem certa para o seu corpo e que combine com sua personalidade, não adianta escolher a mais básica das básicas e atochá-la no fundo do armário ou se sentir estranha tofda vez que usar. Camisa é igual jeans: tem de tudo quanto é tipo e para toda ocasião, só é preciso ser sábia na hora de escolher.

Quem trabalha em empresas mais rígidas com o dresscode, sofre um pouco mais para variar o visual, ainda sim existem ótimas soluções para evitar o visual professorinha. Dá uma olhadinha nestes modelitos :

1. Camisa transpassada:  marca a cintura, é super feminina e uma boa opção para quem não gosta muito de botões.

2. Estruturada: é basicamente uma camisa normal com os ombros mais marcados.

3. Babados: é mais romântica e fica ótima com um jeans mais básico, mas pede cuidado e bom senso já que o volume pode te engordar.

4. Body: muito prático, tem a modelagem de uma camisa normal mas facilita looks com calças e saias de cintura alta. Sem contar que sempre está no lugar.

Mas camisa também se usa fora do ambiente de trabalho, e dá para criar várias composições mais despojadas  com a peça. É comum a gente ver  nos outros e achar que não consegue ser tão criativa na hora de se vestir, mas o truque está exatamente nas tentativas . Quanto mais a gente tenta sair do que achamos que é nossa zona de conforto, aprendemos que ela não é tão limitada como pensamos. O negócio é começar copiando os  visuais que achamos interessantes, e depois adaptar tudo ao nosso estilo.  Inspire-se:

Viram? Nem é tão dificil asssim. Para exercitar a criatividade recomendamos o site Looklet.com. Lá você escolhe sua modelo e monta composições com as milhares de peças – incluindo acessórios e sapatos – que existem de fato e estão disponíveis para venda. O mais legal de tudo, é que ele te dá a noção de como sua escolha ficaria no corpo e te ajuda a focar em peças chave para seu guarda roupa. Dá uma olhada nos looks inspirados no tema do post:

Voltando às camisas, elas podem ser encontradas pelos mais variados preços (R$ 40,00 à R$ 450) em tudo quanto é canto, mas como peças de alfaiataria exigem um pouco mais de cuidado na hora da escolha, nós recomendamos: MOB, M. Officer, Zara, Iódice (eles tem o body/camisa) e Levi’s. Vale a pena pagar um pouco a mais neste tipo de peça, quem sabe você não encontra a camisa mais linda da história, segundo você mesma?;)

categorias

arquivo

bloglovin

clique na imagem e siga a gente pelo bloglovin

No Twitter